Icnofóssil do Cabo Mondego

São fósseis de vestígios da atividade biológica de organismos do passado, Foto 1, preservados em sedimentos, rochas ou em corpos fósseis.

Icnofóssil

Foto 1Icnofóssil de uma pegada de um dinossáurio carnívoro em rochas do Jurássico (Mesozoico) na região do Cabo Mondego (Serra da Boa Viagem).  O Cabo Mondego situa-se no bordo ocidental da Serra da Boa Viagem, ao longo da costa atlântica, entre as praias da Murtinheira e da Figueira da Foz. Representa alguns dos mais importantes episódios da História da Terra ocorridos durante o Jurássico. O afloramento corresponde a uma série de sedimentos marinhos e fluviolacustres rico em informações paleontológicas, sedimentológicas e paleomagnéticas. Inclui níveis com as mais antigas pegadas de megalossaurídeos (dinossáurios bípedes e carnívoros) descritas em Portugal e cuja primeira referência data de 1884.

Como exemplos de icnofósseis referem-se as pegadas, pistas de deslocação, marcas de dentadas, excrementos (coprólitos), ovos, túneis, etc. Os icnofósseis são importantes pois possibilitam o registo da presença de animais de corpo mole que normalmente não se preservam, mostram a diversidade de comportamentos das populações fossilíferas, auxiliam nas interpretações paleoambientais e paleoecológicas e indicam o topo e a base das camadas.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

Site no WordPress.com.

EM CIMA ↑

%d bloggers like this: