Grand Canyon e a litoestratigrafia

A Terra apresenta uma longa História, de aproximadamente, 4600 milhões de anos. Este período de tempo é objeto do estudo da Geologia, que pretende reconstruir e caracterizar a História da Terra, sendo fundamental para se compreender os principais fenómenos que ocorrem atualmente. A Estratigrafia tem como objetivo o estudo e a descrição dos estratos ou camadas e o seu posicionamento relativo, espácio-temporal. Neste estudo são tidas em consideração as condições de formação das rochas sedimentares, através do seu conteúdo fóssil e composição litológica. Os geólogos aplicando os princípios básicos deste ramo da Geologia, interpretam os dados registados nas rochas, procurando reconstruir a História da biosfera numa determinada região.

Grand Canyon e os princípios litoestratigráficos fundamentais

O Grand Canyon é um acidente geográfico situado nos Estados Unidos da América, Foto 1. Corresponde a uma depressão que o rio Colorado moldou durante milhares de anos à medida que as suas águas percorriam o seu leito, aprofundando-o ao longo de 446 Km. Chega a medir 29 Km de largura e atinge profundidades de 1600 metros. Há cerca de 10 milhões de anos, devido a fenómenos tectónicos, ocorreu uma elevação da crosta na zona onde viria a formar-se o Grand Canyon. Antes desse fenómeno, o rio fluía numa zona plana pouco acima do nível do mar. Após essa elevação, a ação do rio foi decisiva para a formação do vale do Grand Canyon. Cerca de 2 mil milhões de anos da história geológica da Terra foram expostas pelo rio, à medida que este e os seus afluentes foram expondo camada após camada. Das rochas expostas, as situadas mais abaixo são rochas ígneas e metamórficas, que formam um complexo Pré-Câmbrico, designado “Xistos de Vishnu”. O termo “Complexo”, designa uma unidade constituída por diversos tipos de uma ou várias categorias de rochas (sedimentares, ígneas ou metamórficas) em que a sua estrutura é tão complicada que a sucessão original dessas rochas não é decifrável. Como não existem fósseis preservados nos xistos deste complexo, não existe um método rápido para saber a sua idade geológica, apenas se sabe que se formou por metamorfismo de rochas sedimentares e ígneas, há muito tempo. No caso do Grupo de Vishnu os geólogos utilizaram dados de cronologia absoluta, datação radiométrica que se baseia no decaimento radioativo de isótopos instáveis.

imagem 1

Foto 1 – Esquema do corte geológico (adaptado) da região do Grand Canyon.  Formações são as unidades básicas da classificação litoestratigráfica.

Acima do Grupo de Vishnu está a Série do Grand Canyon, um grupo de arenitos, calcários e argilitos intercalados, depositados originalmente como areias e argilas ao longo de rios, lagos e mares pouco profundos e separados do Grupo Vishnu por uma discordância angular, indicadora de um período de deformação, Foto 2.

Foto 2 – Uma discordância é uma relação geométrica entre duas unidades estratigráficas onde não existe paralelismo entre os materiais infra e suprajacentes. Quando a discordância é angular, esta é expressa por uma superfície de erosão chamada superfície de discordância que trunca os estratos infrajacentes, ou seja a estratificação de ambos os materiais faz um ângulo (no esquema superfície assinalada com setas a vermelho).

Existe uma outra discordância angular entre a Série do Grand Canyon  e as formações sobrejacentes do Câmbrico, que é indicadora de um grande período de erosão. As formações seguintes, em direção ao topo do Grand Canyon, são as do Carbónico e Pérmico, as primeiras com abundantes plantas terrestres e as segundas, correspondentes a estratos do Pérmico, com pegadas de répteis terrestres primitivos (icnofósseis). A estratificação entrecruzada e a presença destes icnofósseis sugere a deposição de areias em ambiente terrestre, possivelmente por ação do vento, num ambiente árido. As últimas formação deste período, constituídas principalmente por calcários , revelam deposição em ambiente marinho.

 

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

Site no WordPress.com.

EM CIMA ↑

%d bloggers like this: