Astrolábio

Desde Pitágoras até ao GPS (sigla de Global Positioning System), o sistema de posicionamento usado para fornecer de forma aproximada a posição sobre a superfície terrestre (em qualquer esfera) baseia-se nos conceitos de longitude e da latitude.

Os círculos máximos que passam pelos pólos denominam-se meridianos, e as linhas perpendiculares a eles são os paralelos. De todos estes, o que é um círculo máximo denomina-se linha do equador, e divide o globo terrestre em duas metades iguais. Chama-se meridiano zero ao que passa na localidade inglesa de Greenwich.

A latitude é a distância em direção ao Norte, isto é, para cima ao longo da esfera, ou ao Sul, ou seja, para baixo ao longo da esfera, medida a partir do equador em graus angulares. A longitude é a distância em direção ao Leste, ou seja, para a direita da esfera, ou ao Oeste, isto é, para a esquerda da esfera, medida em graus angulares a partir do meridiano zero de Greenwich. Todos os pontos de um determinado  paralelo têm a mesma latitude e todos os pontos de um meridiano têm a mesma longitude.

O Astrolábio

O astrolábio planisférico era um modelo bidimensional da esfera celeste, utilizado pelos cosmógrafos antigos como relógio astronómico para simular o movimento dos astros, para cálculos astrológicos e para medir ângulos verticais. A sua origem é incerta, mas provavelmente anterior ao início da era cristã, Foto 1.

Foto 1 – Astrolábio do Gabinete de Instrumentos Matemáticos e Físicos do Museu Zwinger em Dresden (Alemanha). Sonho de uma noite de verão em estilo Versalhes foi o nome dado para o Palácio Zwinger em Dresden pelo historiador alemão Hermann Hettner. O Zwinger foi edificado a partir de 1709, destinado a festas, torneios da nobreza saxónica.  O Gabinete Real de Instrumentos Matemáticos e Físicos) é um museu notavelmente pequeno mas fascinante localizado no Zwinger. É, de facto, um dos museus mais antigos do mundo, tendo sido estabelecido por Augusto, o Forte (Rei da Polónia e Eleitor da Saxônia) em 1728. Durante grande parte de sua história, o Mathematisch-Physikalischer Salon usou o meridiano que atravessa o prédio para calcular com precisão o tempo, observando o trânsito do sol.

O instrumento mais antigo que se conhece é árabe, do século X. O astrolábio náutico foi uma adaptação do astrolábio planisférico, realizada pelos navegadores portugueses durante o século XV, que se destinou a adequar o instrumento a uma única função, a medição da altura dos astros (ou melhor, da distância zenital, de acordo com a sua graduação usual). Era constituído por um anel  circular graduado, fundido em bronze, com cerca de 20 cm de diâmetro (a rodela, ou corpo), no centro do qual rodava uma alidade (a mediclina), dotada de duas pínulas destinadas a aponta o instrumento. O conjunto era dotado de uma argola de suspensão no topo, Foto 2.

61688216_2524706964226314_3576286582954524672_oFoto 2 – Astrolábio, do latim medieval astrolabium. Instrumento náutico antigo, circular, usado para avaliar a posição dos astros e a sua altura acima do horizonte. No Padrão dos Descobrimentos, surge nas mãos de Gil Eanes, navegador que contribuiu decisivamente para o progresso da exploração marítima portuguesa, com a passagem do cabo Bojador em 1434.

Para observar o Sol, o astrolábio era suspenso junto à cintura do observador, que o orientava em direção e regulava a posição da mediclina, de modo a que os seus raios solares atravessassem a pínula superior e incidissem na inferior.

A exatidão era cerca de um terço do grau. A observação das estrelas era problemática, sobretudo a bordo, e deve raramente ter sido efetuada. Por outro lado, e uma vez que o balanço do navio tornava difícil utilizar o instrumento no mar, muitas observações eram realizadas em terra, sobretudo em missões de exploração, o quando se pretendia maior exatidão.

O astrolábio foi utilizado até ao século XVII, altura que começou a ser substituído pelo quadrante de Davis, antepassado do sextante.

Referências:  

https://www.der-dresdner-zwinger.de/en/home/

One thought on “Astrolábio

Add yours

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

Site no WordPress.com.

EM CIMA ↑

%d bloggers like this: